Bolsonaro diz qual vai ser a punição para quem recebeu o auxílio emergencial indevidamente

A notícia repercutiu rapidamente em todo o país e causou muita surpresa

Por conta da pandemia mundial do covid-19, também conhecido como coronavírus, muitas pessoas tem tido muitas dificuldades financeiras, pois além deste terrível vírus abalar a saúde pública, ele também afeta diretamente a economia na nação brasileira e de todo o mundo.

Por conta da determinação dos governantes de diversos estados, uma quarentena obrigatória foi exigida, incluindo o fechamento do comércio, fazendo com que milhões de brasileiros ficassem desempregados.

Uma das soluções do atual governo do presidente Bolsonaro e o Ministério da Economia, que é liderado por Paulo Guedes, foi a liberação do auxilio emergencial, em um valor que pode variar entre 600 à 1200 reais.

PUBLICIDADE

As pessoas que tem direito a receber essa quantia são os micro empreendedores individuais (MEI), trabalhadores informais, contribuinte da previdência social, dentre outras atribuições exclusivas.

A grande questão em jogo é que muitas pessoas solicitaram o benefício sem nem mesmo terem a necessidade, foram beneficiadas e por conta disso podem ser punidas por tal ação.

Recentemente foi publicada uma matéria no portal de notícias UOL onde o Presidente Bolsonaro declara que militares que receberam a quantia terão que devolver o valor e serão punidos com medidas disciplinares, tendo que prestarem serviços a comunidade.

PUBLICIDADE

O Tribunal de contas da União (TCU) já determinou essa medida, depois de que aproximadamente 73 mil militares receberam o auxílio indevidamente.

O assunto foi iniciado porque muitas pessoas questionaram oque ele pensava a respeito por ter sido capitão do exército. E por isso ele disse em tom firme em uma live transmitida, em uma das suas redes sociais que no meio militar quando alguém faz algo de errado “o bicho pega” e por conta disso muitos vão pagar um alto preço.

Já exitem mecanismos disponibilizados pelo governo para que pessoas façam a devolução do valor caso receberam indevidamente, evitando assim punições futuras.

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redatora Nh

Escritora desde 2012. Sempre antenada nas redes sociais, por dentro das novidades, estudando e buscando o melhor para transmitir aos nossos leitores.