Caixa divulga calendário de saque do FGTS, como sacar

Saiba quando e como fazer o saque de R$ 1.045 do FGTS.

Pedro Guimarães, Presidente da Caixa Econômica Federal comunicou neste sábado (13), que os recursos para o FGTS vão começar a ser depositados nas contas digitais dos trabalhadores, a partir do dia 29 de junho. O saque terá início em aproximadamente um mês após os valores serem creditados, em 25 de julho.

As datas serão por escala, conforme mês de nascimento, confira abaixo o calendário de crédito e saque;

PUBLICIDADE

Mesmo o mês de março e abril tendo arrecadação negativa (depósito menos retiradas), a medida provisória foi estabelecida para o saque emergencial do FGTS de até R$ 1.045 e seriam disponibilizados nesta segunda-feira, dia 15 de junho, duas semanas antes da primeira data de crédito.

Mas o presidente da CEF Paulo Guimarães rejeitou a alteração, pois estavam com problemas no fluxo de caixa do fundo. Ele informou que por uma questão “operacional” não era possível adiantar essa duas semanas, já que a Caixa terá que abrir cerca de 55 milhões de contas digitais e que são 60 milhões de trabalhadores que vão receber os créditos, apenas 5 milhões de beneficiários já possuem suas contas digitais abertas para o pagamento do auxílio emergencial.

Foi editada pelo Governo Federal, a medida provisória que autoriza a CEF abrir a poupança digital para recebimento do FGTS. Todos os trabalhadores com Saldo no FGTS tem direito ao benefício.

PUBLICIDADE

Mas terá limite para solicitação. Se o trabalhador tiver um valor menor que do que R$ 1.045, o beneficiário poderá retirar apenas o que estiver na sua conta. Quem não tiver interesse fazer o saque do benefício deve informar no aplicativo do FGTS, que não pretende fazer a retirada.

O trabalhador deve informar em até 10 dias que antecedem sua data no calendário de crédito, que não pretende receber o saque emergencial Após essa solicitação o valor que está no FGTS não será transferido para a conta digital.

Caso o crédito dos valores tenha sido depositado na conta poupança digital do trabalhador e a conta não tiver movimentações até 30 de novembro desse ano (2020), serão estornados à conta do FGTS, os valores serão corrigidos e não terá prejuízo ao trabalhador.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator Viviane Santos

Comunicação de notícias dedicado a TV e famosos, política, curiosidades, humor, relacionamentos, saúde e culinária.