Caso da jovem que foi abusada na UTI e morreu tem grande reviravolta

O caso que está sendo investigado pela polícia, toma um rumo diferente

A morte da estudante Susy Nogueira depois de ter sido internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de Goiânia continua sendo investigada pela polícia.

Antes de morrer, a jovem, que tinha 21 anos de idade, denunciou á polícia que tinha sido abusada por um técnico de enfermagem que trabalhava no local.

As câmeras de segurança instaladas na UTI foram entregues à polícia. O homem suspeito de ter cometido o crime de estupro contra a jovem decidiu se entregar à Polícia Civil.

PUBLICIDADE

E dessa forma, a investigação em relação ao abuso foi devidamente encerrada. O técnico de enfermagem que cometeu o crime foi indiciado por estupro de vulnerável, já que a jovem não tinha nenhuma condição de se defender no momento do crime, o que ressalta a crueldade do estuprador.

Nesta última terça-feira (11), o delegado que comanda as investigações realizadas, afirmou que pode a qualquer momento solicitar a exumação do corpo de Suzy. De acordo com Washington Conceição, este procedimento vai ser avaliado em parceira com os médicos legistas.“Podemos sim dialogar com o médico legista com o intuito de agilizarmos, se esse for o caso. Por que nós estamos realizando os trabalhos com a intenção de solucionarmos na questão da causa mortis (causa da morte)”, disse ele.

“Se for necessário, nós iremos apresentar pela exumação do corpo da jovem” informou o delegado que é responsável pelo caso, e que quer saber de qualquer maneira qual foi o motivo da morte de Suzy.

PUBLICIDADE

Duas hipóteses foram levantadas pelos investigadores: a primeira seria uma suposta omissão por parte da unidade de saúde e a segunda seria um possível homicídio culposo (quando não existe a intenção de matar).

Ainda de acordo com informações do delegado Washington, que conta com o auxilio de outros dois delegados nessa verdadeira força-tarefa que investiga o caso, cerca de 11 testemunhas já foram ouvidas e agora, estão sendo aguardados os depoimentos de outras 20 testemunhas.

Durante a manhã de terça, os pais de Suzy tiveram que prestar depoimento. A oitiva foi marcada por muita emoção, especialmente por parte da mãe da jovem. O casal só ficou sabendo dos abusos sofridos pela filha durante o velório.

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Juliana

Redatora no site noticiaviva.com. Apaixonada por gatos. Uma pessoa simples e muito bem humorada. Contato: [email protected]