Cemitério na França amanhece com pichações de suástica nazista e gera manifestações

Atualmente, a França é o país com a maior população judia da europa. No país, apesar disso, o antissemitismo, ou seja, o ódio a judeus, nunca foi inteiramente erradicado.

Milhares de pessoas tomaram as ruas em Paris para manifestar repúdio ao antissemitismo que tem ganhado força na região. Judeus e não judeus, crianças, idosos, adultos, jovens, religiosos e ateus se uniram em silêncio, na maior parte do tempo, na praça República, em Paris.

A manifestação foi convocada por mais de 20 partidos políticos diferentes e foi conduzida sob o lema de “Já Basta”. A manifestação aconteceu logo depois que 96 túmulos judeus foram vandalizados com pichações nazistas.

Atualmente, a França é o país com a maior população judia da europa. No país, apesar disso, o antissemitismo, ou seja, o ódio a judeus, nunca foi inteiramente erradicado.

Nos últimos meses, no entanto, as manifestações de ódio a judeus tem ganhado força e se intensificado na região, gerando proporcionalmente manifestações de repúdio a isso.

Foram inúmeros os casos, além dos túmulos profanados, o retrato de Simone Veil, sobrevivente do Holocausto, também foi pichada; um monumento a Ilan Halimi, jovem francês judeu que foi torturado e morto em 2006, também foi depredado.

Escrito por Carla Juliana

Redatora no site noticiaviva.com. Apaixonada por gatos. Uma pessoa simples e muito bem humorada. Contato: [email protected]