Economia analisa reduzir o auxilio desemprego para poupar recursos para renda Brasil

A economia governo de Jair Bolsonaro, está analisando uma grande mudança para o seguro desemprego, uma forma para que eles estejam tentando fazer para poupar recursos destinados à renda Brasil um programa social para ajudar as pessoas mais carentes do no país.

A economia governo de Jair Bolsonaro, está analisando uma grande mudança para o seguro desemprego, uma forma para que eles estejam tentando fazer para poupar recursos destinados à renda Brasil um programa social para ajudar as pessoas mais carentes do no país.

A informação é do secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

De acordo com o que foi analisado ate o momento pelo secretário prevê duas possibilidades:

PUBLICIDADE

*Diminuir o tempo de parcelas que o que são pagas a serem pagas.

*Aumentar o tempo mínimo para que o trabalhador tenha acesso ao direito em receber p auxilio desemprego.

Atualmente as regras para poder receber é que a primeira parcela o empregado tenha no mínimo 12 meses trabalhados na empresa que foi dispensado, as outras parcelas são divididas em até cinco parcelas.

PUBLICIDADE

O Brasil tem hoje uma taxa de desemprego de treze por cento, que atinge doze milhões de pessoas, de acordo com a (IBGE). É a maior taxa de desemprego desde o trimestre terminado em maio de 2017.

“Continuamos olhando e estudando para esses dois pontos citados, eles são pontos importantes para ser analisados para levar a serem aprovados ou não. Declarou o presidente ao G1

Pra os trabalhadores a noticia não e nada boa, já que se aumentar o tempo de serviço para poder receber torna algo mais difícil para os trabalhadores.

Também se diminuir as parcelas prejudicara demais para quem acaba de sair de uma empresa

 

 


Escrito por Hosana Oliveira

Sou uma redatora que procura sempre estar bem informada do que esta acontecendo na mídia, faço do meu trabalho um aprendizado a cada dia