“Eu sempre fui o tanto faz” assim se definiu um jovem em carta de despedida antes de tirar a própria vida

Bruno não quis pedir ajuda de ninguém, ele queria ser notado, queria que as pessoas percebessem, mas ninguém percebeu por que em seu rosto carregava um sorriso apesar da dor que sentia em sua alma.

Muitas pessoas estão na mesma situação apesar de parecerem bem, estão vivendo conflitos e precisando de ajuda, portanto seja mais misericordioso em suas palavras e olhe com mais atenção ao seu redor para que não venhamos a piorar a dor de ninguém com nossa indiferença em não prestar atenção no outro que está ao nosso lado. Descanse em paz Bruno.

 

Via: osegredo.com.br

Escrito por Cláudia Lm

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.