Idosa com Alzheimer desce 9 andares pela fachada, após ser trancada pela família

Já se sabe que esta doença atinge um número bem relevante de idosos pelo mundo a fora.

Pessoas portadoras de Alzheimer geralmente vive sob os cuidados de familiares, pelo fato da doença impossibilitar em vários aspectos.

Ao passar do tempo ela vai se agravando e os pacientes perdem completamente a memória. Devido à isso, eles não devem mais morar sozinhos e precisam muito mais de cuidados do que já precisariam, devido a idade.

PUBLICIDADE

Uma idosa de 84 anos diagnosticada com Alzheimer ,desceu pela fachada do prédio por nove andares.

Ela foi deixada trancada em seu apartamento pela família em Chengdu, na província de Sichuan, sudoeste da China.
Não se sabe ainda os motivos de terem deixado ela trancada, mas o fato é que ela queria sair e pela janela do banheiro conseguiu e depois foi descendo pelas fachadas dos apartamentos.

As imagens impressionantes foram divulgadas no Twitter do jornal chinês “People’s Daily”.

PUBLICIDADE

A idosa mora juntamente com a família no 14º andar, felizmente ela foi resgata em segurança por funcionários da administração da prédio já no 5º andar do edifício, segundo informações do site de notícias “The Paper”.

Muitas pessoas que presenciaram a cena, ficaram completamente assustados, ainda mais por perceberem que se tratava de uma pessoa idosa, os perigos e consequências poderiam ser ainda mais pior.

Moradores pegaram alguns lençóis na tentativa de fazer uma “cama elástica” caso ela despencasse lá do alto.
Graças a ação imediata dos funcionários, ela foi resgatada em segurança, a idosa recebeu água e alimento assim que foi resgatada.

Algum tempo depois a família de senhora chegou pra cuidar dela. “Ela não conseguia abrir a porta por dentro.

Mas ela queria sair, porque estava um dia muito úmido e quente”, disse o funcionário, segundo a imprensa local.

Sobre o Alzheimer na China, um dado alarmante foi divulgado pelo portal de notícias “Sohu”, na China já foram diagnosticados com Alzheimer, mas de 6 milhões de pessoas.

Cerca de 300 mil novos casos são relatados a cada ano, conforme o que diz pesquisa.

Segundo o presidente da Associação Chinesa de Doença de Alzheimer, Dr Wang Luning, o Alzheimer se tornou muito grave na China, devido a população do país estar envelhecendo muito rápido.

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Juliana

Redatora no site noticiaviva.com. Apaixonada por gatos. Uma pessoa simples e muito bem humorada. Contato: [email protected]