Mãe desenterra filho que morreu há 1 mês de covid-19 e sai com ele no colo pedindo um local para trocar sua fralda

Mãe estava com os restos mortais do bebê nos braços e pedia um local para trocar a fralda dele.

O caso tem comovido os brasileiros que acompanham tudo pelas redes sociais, quando uma pernambucana de apenas 22 anos de idade, moradora de Garanhuns, no Agreste pernambucano, tomou uma atitude desesperadora na manhã da última quinta-feira, dia 16 de julho.

Tudo aconteceu quando a mulher, que não teve seu nome divulgado, foi até o cemitério Parque das Rosas, desenterrou o corpo de seu filho, e sentou na sepultura com os restos mortais do bebê no colo, na sequencia, ela se levantou e andando pelo cemitério pedia aos funcionários que lhe arrumasse um local para trocar a fralda do filho.

Assustados, os funcionários do cemitério ligaram para o SAMU e para a Vigilância Sanitária, que logo chegaram no local e levaram a mãe da criança que havia morrido há um mês,  para o Hospital Municipal Dom Moura, onde foi atendida pela equipe médica de plantão.

PUBLICIDADE

De acordo com familiares, a criança faleceu com suspeita de infecção do novo coronavírus, não foi velada e no cemitério foi enterrada num local reservado a falecidos por conta do coronavírus. Mas, desde que o filho se foi, a mulher não teve mais saúde, ficou depressiva, como disseram os familiares.

O administrador do cemitério, senhor Manoel Caetano, foi ouvido e esclareceu que além de desenterrar o cadáver do filho, a mulher ainda rasgou seu vestido para enrolar o bebê, que já estava em estado de decomposição.

Aos médicos, a mulher disse que o filho estava com mau cheiro e que alguém teria que deixá-la cuidar dele, que estava com frio e com a fralda suja. No hospital, a mulher foi mantida em observação até que ela melhore os sintomas de pertubação mental.

PUBLICIDADE

Nas redes sociais, o caso tem gerado muita comoção, muitas mães e muitas mulheres se solidarizam e enviam mensagens com preces e orações para que esta mulher se recupere e consiga ter paz.

PUBLICIDADE

Escrito por Redatora Nh

Escritora desde 2012. Sempre antenada nas redes sociais, por dentro das novidades, estudando e buscando o melhor para transmitir aos nossos leitores.