Morre jornalista famosa por conta de covid-19

A jornalista tinha apenas 28 anos e morreu no interior de São Paulo

A jornalista Letícia Fava, de 28 anos de idade, que trabalhou no Universidade do Futebol, faleceu nesta sexta-feira , 19 de junho, por conta de covid-19.

Ela já estava internada há alguns dias em um hospital de Jundiaí, São Paulo. O município de Jundiaí registra até o presente momento 2.714 casos positivos e 144 óbitos para o novo coronavírus.

A morte da jornalista foi anunciada pela Universidade do Futebol, onde trabalhava desde 2016, que lamentou muito a morte da jovem e comunicou a todos nas redes sociais, destacando que a morte da jornalista era por causa do novo coronavírus, além disso não deixaram de traçar vários elogios a ela.

PUBLICIDADE

O corpo será sepultado no cemitério Nossa Senhora do Desterro. Nas redes sociais, muitos deixaram mensagem de tristeza e também de conforto para amigos e familiares da jornalista.

Recentemente, a ONG Press Emblem Campaing (PEC) emitiu um alerta sobre vários jornalistas estarem sendo infectados com covid-19, visto que eles estão sempre na linha de frente para conseguirem coberturas em tempo real, principalmente a respeito da pandemia. A ONG lamentou o ocorrido e a perda de mais de 55 jornalistas em países de todo o mundo, vítimas da doença.

Em fim, sabe-se que a profissão de jornalista é muito perigosa, pois para cobrir as melhores matérias eles têm que estar a frente de tudo sem ter medo até mesmo de ser infectado por um vírus que há meses já vem matando milhares de pessoas.

PUBLICIDADE

Embora estejam tomando alguns devidos cuidados, o risco ainda é existente, pois eles fazem entrevistas com pacientes, médicos, enfermeiros, além da cobertura em eventos políticos. O contato com diversos tipos de pessoas acabam prejudicando e colocando a saúde de todos eles em risco.

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.