Nuvem de gafanhotos se aproxima da fronteira com o Brasil e preocupa autoridades fitossanitárias

A nuvem está se deslocando em direção ao noroeste do Rio Paraná.

Uma nuvem de gafanhotos vem tirando o sossego dos fazendeiros e agricultores do sul do Brasil. Isso tudo, porque a nuvem de gafanhotos que estava se deslocando na Argentina, está se aproximando do fronteira com o Brasil, chegando perto do município de Sauce no Uruguai, distanciando em cerca de 180km da cidade Uruguaiana, no Rio Grande do Sul.

A localização dos gafanhotos tem sido de grande dificuldade devido à uma série de fatores. De acordo com os técnicos argentinos que monitoram os insetos, os gafanhotos tem costume de se repousar em locais de difícil acesso e muitas vezes foi necessário andar horas à cavalo para localiza-los.

Outros as aspectos difíceis na localização dos mesmos são as regiões de mata fechada, a falta de estrada, os ventos e as chuvas. Na semana passada, a SENASA, órgão responsável pelo monitoramento dos insetos revelou que cerca de 15% da quantidades deles teriam sido eliminadas por aplicações químicas através de aviões.

PUBLICIDADE

Essa foi a segunda aplicação química do órgão argentino, que tinha realizado a primeira aplicação no dia 26 de junho e também conseguido eliminar outros 15% da nuvem. Uma das principais barreiras ou dificuldades enfrentadas pelas autoridades sanitárias argentinas é a capacidade que esses insetos tem de se deslocar e mudar a rota.

Por dia, as pragas podem percorrer até 150 km e comer a quantidade necessária para alimentar um rebanho de 2 mil vacas. Na argentina, as principais regiões atingidas foram as províncias de Santa Fé, Formosa e Chaco, onde existe produção de mandioca e cana-de açúcar devido às condições favoráveis do clima.

Os gafanhotos não representam perigo às pessoas, não atacam ou fazem mal, sendo as lavouras as mais prejudicadas.

PUBLICIDADE

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.