Padre processado pelo presidente diz: ‘Eleger Bolsonaro foi um erro’

O padre Júlio Lancellotti já foi processado por Bolsonaro no passado e fez declaração sobre o presidente, confira

O famoso padre Júlio Lancellotti, hoje com 71 anos de idade, já teve seu nome entre os mais comentados do momento por estar envolvido em algumas confusões com ‘gente grande’. Ele lidera a paróquia São Miguel Arcanjo e não fica calado em questões políticas.

A paróquia fica localizada na Arquidiocese de São Paulo e Júlio por diversas vezes teve inimigos dentro da própria Igreja Católica. Em muitas ocasiões foi classificado como ‘rebelde’ indo contra o comportamento adequado do cristianismo.

Júlio dedica quase metade de sua vida a ajudar as pessoas mais necessitadas, a minoria. Já realizou trabalhos com os mais variados grupos.

PUBLICIDADE

Trabalhou com o grupo LGBTQI+, com pessoas com HIV, jovens de rua e encarcerados. Também já comprou briga com o atual presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, quando ele era apenas um deputado.

Lancellotti foi processado por Bolsonaro na época. O presidente o acusou de ter realizado um discurso de ódio durante seu culto.

O sacerdote chamou o então deputado de ‘racista, machista e homofóbico’. O padre nunca deixou de se posicionar politicamente e recentemente chamou a atenção por uma declaração relacionada ao presidente Bolsonaro.

PUBLICIDADE

Júlio Lancellotti alegou que ter elegido Jair Messias Bolsonaro como presidente do Brasil foi na realidade um grande erro da população. A maioria teria votado pensando apenas em si e uma votação desta maneira não é correta. Ninguém deveria votar com este pensamento.

 


Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.