Pai mata a filha após ter desviado R$ 2 milhões da empresa que ambos administravam e implorou para não ser morta: “Não faça isso, eu te amo”

A jovem foi assassinada a tiros ainda dentro da empresa que administrava.

Nesta sexta-feira a Yara Maeve Teixeira de Faria, de 45 anos, foi assassinada a tiros. A jovem foi morta  pelo próprio  pai em Aparecida de Goiânia. Segundo o relato do advogado, a jovem chegou a pedir ao pai, implorando que ele não cometesse o assassinato, disse que o amava.

“A filha gritou para o pai: “Pai, por favor não cometa esse erro, eu te amo”. Foi quando ela, funcionária ouviu os tiros, e quando chegou de imediato pediu ajuda,ela a jovem, já estava baleada”, afirma.

Durante as declarações, após ter sido detido, José Maria  pai da jovem , de 72 anos, contou que não se recorda de nada do que aconteceu, na hora do crime. Até ao momento, não se sabe mais pormenores da defesa do investigado. O delegado, conta que o motivo do crime, foi que a jovem teria desviado dois  milhões de um comércio que ambos pai e filha administravam anteriormente.

PUBLICIDADE

“Eles já vinham a ter algumas discussões, e discordâncias, a vítima já teria registrado ocorrências a confirmar que já tinha sofrido ameaças por parte do pai, já a tinha ameaçado a filha de morte”, conta.

“O pai conta, que ambos administravam uma empresa juntos, há mais de 1 ano. Foi então que com a ajuda de uma funcionária, a filha conseguiu fazer o desvio de um montante de alto valor, mais de dois milhões, e desde dessa altura, eles viviam em briga bastante regular. Os dois terminaram a sociedade, e a jovem teria, aberto um novo negócio, e levado todos os clientes”, conta o  responsável pela investigação, Álvaro Melo.

PUBLICIDADE

O delegado conta ainda que o pai da jovem, já foi localizado na G0-060 em Trindade, estava dirigindo sem qualquer rumo.

“Ele falou para os policiais militares, que tinha assassinado a filha, e também ia assassinar a funcionária que ajudou a vítima a desviar o dinheiro, e depois iria cometer o seu próprio suicídio. Mas, já na delegacia, ele confirma que toma muitos medicamentos controlados, que se dirigiu até à empresa e ambos iniciaram uma discussão, mas não se recorda do momento que cometeu o crime”, termina.

O idoso foi apanhado em flagrante por homicídio qualificado e encaminhado para o presídio daquela localidade.

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!