Policiais são recebidos a tiro por retirar faixa colocada por traficantes em escola

Os policiais entraram em confronto com os traficantes ao tentarem remover uma faixa em frente a uma escola

Alguns policiais que atuam na cidade de São Gonçalo, que fica localizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, foram alvos de um grande e intenso tiroteio quando os mesmos estavam removendo uma faixa que havia sido posta por criminosos da região bem em frente de uma escola do bairro do Rocha.

Os Policiais militares que pertencem ao 7º BPM (São Gonçalo) é claro, não tiveram outra opção senão revidar, e dessa forma se iniciou um grande confronto na região. O fato aconteceu na última Quarta (19).

Nessa faixa que acabou causando tudo isso, havia escrito: “É proibido fumar maconha no interior ou até mesmo na frente do colégio. Por que colégio é um lugar onde tem que haver aprendizado, educação e um futuro digno para todas as nossas crianças”.

PUBLICIDADE

Essa faixa foi posta ali durante o fim de semana, bem no lugar onde os alunos entram para o Colégio Estadual Ministro José de Moura e Silva.

A cena do confronto que aconteceu entre policiais e os traficantes, deixou os alunos, os professores e até os funcionários do colégio, simplesmente horrorizados.Porém, apesar de tantos tiros, ninguém se feriu no confronto. E, além disso, não existiram eventuais prisões.

PUBLICIDADE

Não é de agora que confrontos entre policiais e traficantes vem acontecendo. De um lado a polícia que tenta diminuir a força do tráfico tanto de drogas quanto de armas, tentando assegurar a proteção da população. Do outro, os traficantes que ao contrário querem assegurar suas vendas e seu território.

Outro exemplo da guerra existente entre policia e trafico, foi o que ocorreu na comunidade Fallet Fogueteiro de Santa Teresa, onde houve um tiroteio na região central da cidade, e também no Morro dos

Prazeres, em Catumbi, que acabou deixando 14 mortos, de acordo com informações que foram repassadas pela Secretaria Municipal de Saúde.

A PM trouxe a informação de que todos esses 14 que morreram no confronto, dos quais as identidades não foram reveladas, são suspeitos ou já possuem um forte laço com a realização do tráfico de drogas na região.

A corporação informou que todos os corpos foram achados logo após a intensa troca de tiros com os policiais

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Juliana

Redatora no site noticiaviva.com. Apaixonada por gatos. Uma pessoa simples e muito bem humorada. Contato: [email protected]