Quantidade de tiros disparados contra a região pélvica do pastor Anderson pode ter ligação com suposta traição do pastor

A quantidade de tiros concentrada na região pélvica do pastor mostra crime passional.

Uma fonte ligada a divisão de homicídios de Niterói informou que a região mais atingida pelos tiros que mataram o Pastor Anderson do Carmo de Souza foram foi a região pélvica o que pode indicar crime passional.

De acordo com as informações pelo menos 7 dos tiros acertaram essa região. Anderson era casado com a cantora que também é deputada Federal Flordelis, ele foi morto no último domingo (160 quando chegava em casa em Niterói.

A polícia já tem as informações de que Lucas de 18 anos que é filho adotado dos pastores foi um dos executores. Lucas entregou o irmão Flávio Rodrigues de Souza de 38 anos que é filho biológico da cantora Flordelis.

PUBLICIDADE

Os dois foram presos na tarde da segunda-feira. Flávio foi preso no cemitério no momento que participava do sepultamento do pastor Anderson. Lucas foi preso em casa, os dois tinham mandado de prisão em aberto.

Lucas foi preso por envolvimento com tráfico de drogas quando ainda era menor. Flávio tinha um mandado de prisão aberto por violência doméstica. No entanto os dois também eram suspeitos da morte do pastor.

De acordo com informações o crime teria acontecido por causa de uma traição por parte do Pastor Anderson, essa seria a informação passada por Lucas.

PUBLICIDADE

Uma perícia foi realizada no local e a polícia também fez um exame toxicológico nos cachorros da casa para verificar se os mesmos teriam sido dopados antes do crime.

Isso porque a polícia desconfiou da falta de reação dos animais e por esse motivo imaginou que o crime teria sido cometido por alguém conhecido que não despertou A fúria dos animais.

Lucas foi confrontado por imagens de câmera de segurança que mostravam que o jovem esteve no local do crime e que estava muito transtornado.

As informações são de que o jovem se contradisse muito durante seu depoimento e não teve mais como negar os fatos e incriminou também Flávio dizendo que ele foi o mandante, apesar da mãe Flordelis dizer durante o sepultamento que seria um absurdo acusar os filhos sem provas e que eles não teriam nada a ver com a participação na morte do pastor.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Juliana

Redatora no site noticiaviva.com. Apaixonada por gatos. Uma pessoa simples e muito bem humorada. Contato: [email protected]